Folha do ES
Dom, 31 de Mai
Cofril 02

Home   Política     ELEIÇÕES 2020


Desistência de Alexandre Bastos: O momento da folia

Desistência de Alexandre Bastos: O momento da folia

Durante o Carnaval, tudo aconteceu

  Por Jackson Rangel Vieira

  27.abril.2020 às 19:00Atualizado em 27.abril.2020 às 18:27

Entre os dias 23 e 25 de fevereiro, período de Carnaval, foi quando fizeram a oferta ao então pré-candidato a prefeito Alexandre Bastos para desistir de suas pretensões majoritárias em Cachoeiro de Itapemirim-ES.

Antes dessa data, o vereador de seis mandatos jurava de pé-juntos para os desconfiados e incrédulos que nunca mais voltaria disputar as eleições para vereança. Que estava cansado de ser traído pelo governador Renato Casagrande e pelo prefeito Victor Coelho, ambos do PSB.

Pois bem! Bastou passar emissário do Governo do Estado em Piúma, onde estava sua família em retiro, para seu juramento virar pó. Era um convencimento venal se apresentando que terminou se consumando no distrito de Itaóca, monitorado pelo diretor administrativo da Cesan, em narrativa do próprio protagonista.

Bastos foi conversar com seu xará, a chamado, Alexandre de Itaóca, do DEM, que segundo narrativa do ainda pré-candidato, desancou o deputado estadual Theodorico Ferraço de esfolar, além de combinar acordo com Weidson Ferreira, além das vantagens não republicanas, a retomadas dos cargos que perdeu na prefeitura e até ser vice de Victor Coelho.

Então, sucumbiu, e virou, de fato, ali, um ex-pré-candidato a prefeito e mentiroso. Mas, a história não termina por ali. Outros detalhes a qualquer momento.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.