Folha do ES
Dom, 25 de Out

Home   Política     ELEIÇÕES 2020


Esposa de ex-vereador preso por corrupção recebe auxílio emergencial

Esposa de ex-vereador preso por corrupção recebe auxílio emergencial

O casal tem alto padrão de vida e notificação para recebimento de auxílio emergencial é uma vergonha

  Por Jackson Rangel Vieira

  25.setembro.2020 às 18:23Atualizado em 25.setembro.2020 às 23:18

Residente em área nobre da Capital, Silvana Fidalgo Pelaes, esposa do ex-Vereador, Sebastião Pelaes, que já foi preso por corrupção enquanto exercia o mandato, recebeu indevidamente o benefício destinado às pessoas carentes no período da pandemia. Refere-se à primeira parcela no mês de junho desde ano a pretexto da pandemia.

O casal mora na Mata da Praia, na quadra do mar de Camburi, no edifício de alto padrão “Main Flower”, com acesso privativo a um clube de luxo. O auxílio não paga nem um mês desse condomínio.

O caso de Silvana Fidalgo Pelaes não é único. A imprensa nacional tem revelado outros casos idênticos de pessoas da classe média embolsando o benefício. Todos têm em comum a falta de solidariedade e empatia com o próximo.

Além de desumano, também é crime. Silvana Pelaes supostamente cometeu crime de peculato (se apropriar de dinheiro público), falsidade ideológica (se fingir de pessoa carente) e improbidade administrativa, todos de competência do MP Federal e da Polícia Federal.

Ela passaria despercebida se não fosse esposa do controverso ex-Vereador de Vitória Sebastião Pelaes. Ele foi condenado e preso por corrupção, fraudes e falsificações.

Em um caso, desviou dinheiro público da câmara de vereadores através de um “Pet Shop”, usando notas fiscais falsas, sendo alvo de ação e condenação.

Em outro caso, usou criminosamente o nome do irmão alcoólatra Darci Pelaes, que lhe confiou uma procuração em razão dessa doença, mas ao invés de ser protegido foi vítima de fraude: Sebastião Pelaes adquiriu carros de luxo, cartões de crédito e abriu contas bancárias em nome de Darci.


Por todos esses crimes, Pelaes foi condenado e recolhido à prisão em Viana. Relembre os casos nas reportagens abaixo.

1 - Ex-vereador acusado de falsidade ideológica é preso no ES

2 - Ex-vereador de Vitória, Tião Pelaes vai cumprir mais de seis anos de prisão em regime fechado

3 - Ex-vereador de Vitória é condenado por desviar verba de gabinete

4 - Ex-vereador de Vitória terá que devolver R$ 320 mil aos cofres públicos


Hoje, Pelaes está solto, mas o mandado de prisão aponta que a prisão só terminaria em 31 de maio de 2022. Não se sabe se ele já cumpriu toda a pena, se vai cumprir ou se está cumprindo. Veja a decisão do juiz criminal:

Mesmo solto, Pelaes continua sendo alvo de ações cíveis e criminais. Ao final de 2019 foi denunciado pelo Ministério Público por crime de apropriação indébita, que ocorre quando alguém embolsa o dinheiro de outra pessoa. Em outro caso judicial do mesmo ano, o ex-Vereador recebeu R$ 5 mil reais para fazer a defesa de um cliente, mas apenas embolsou o dinheiro sem prestar o serviço. Foi condenado pela justiça a devolver.

Em outras ações de cobrança, Silvana e o marido Pelaes são réus em conjunto, por supostamente não honrarem compromissos assumidos. Mas não abrem mão de morar em um dos endereços mais caros de Vitória.

A FOLHA tentou entrar em contato com ambos, mas não teve êxito.

Silvana pode ser beneficiada com projeto de lei tramitando na Câmara Federal que anistia e protege as pessoas que receberam indevidamente o benefício que poderia ter ajudado pessoas, realmente, necessitadas.

LEIA A MATÉRIA:

+ Projeto perdoa quem recebeu indevidamente auxílio emergencial


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.