Folha do ES
Ter, 26 de Out
HECI

Home   Política     ELEIÇÕES 2022


Casagrande está coagindo prefeitos Republicanos a deixarem o partido

Casagrande está coagindo prefeitos Republicanos a deixarem o partido

Golpe baixo do governador (E) do PSB contra os Republicanos com apoio do seu operador Tyago Hoffman (foto D)

  Por Jackson Rangel Vieira

  17.setembro.2021 às 18:48Atualizado em 17.setembro.2021 às 19:05

Os prefeitos eleitos no último pleito pelo Republicanos estão sendo coagidos a se desfiliarem da sigla pelo governador Renato Casagrande (PSB)e por sua equipe, mais precisamente na figura do seu fiel escudeiro para assuntos ilegítimos, Tyago Hoffman.

O governador e Thiago estariam advertindo os prefeitos com a ameaça de não enviarem recursos aos municípios caso se mantenham no partido do presidente da Assembleia, Erick Musso, possível candidato ao governo do estado nas eleições de 2022.

Assim como já fizeram no episódio da malfadada eleição para presidência estadual do MDB, ocasião na qual foram vergonhosamente derrotados, o governador Renato Casagrande e a companheirada do PSB, incompetentes e despreocupados com a gestão do estado, utilizam-se da máquina pública para obterem para si e para o partido vantagem que, segundo especialistas consultados, configura ato ilícito.

Novamente, parece que o governador Renato Casagrande, cego pelo medo de perder as eleições e mal assessorado pelos asseclas do PSB, não faz o devido cálculo de contexto. Com tal conduta, pode sujeitar-se até a uma CPI instaurada pelo próprio presidente da Assembleia, Erick Musso, uma vez que claramente tal movimentação, se confirmada, enquadra-se em crime de responsabilidade.

Vale lembrar que o presidente da Assembleia, Erick Musso (Republicanos), tem garantido a governabilidade e facilitado a vida do governador com a condução do Parlamento nos assuntos de interesse do Executivo Estadual. Contudo, a conduta do governador e de seu comandado Tyago Hoffman representa uma ruptura no tratado de paz entre os chefes dos Poderes, liberando Erick Musso de qualquer compromisso em relação às pautas do Governo Estadual.

O incomodo com ao voo do presidente da Assembleia ao Palácio Anchieta é tanto que um prefeito eleito pelo Republicanos já “obedeceu” a ordem dos emissários do governador e, publicamente, comunicou a saída da sigla.

Em sua conta em uma rede social, o prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo, fez ataques aos dirigentes do partido que o elegeu, citando uma suposta falta de diálogo, e ainda anunciou a saída de mais dois prefeitos do Republicanos nos próximos dias, afirmando que “outros já estão no mesmo caminho”.

Tal atitude dos habitantes dos porões do Anchieta só demonstra o que todos já sabem: a covardia de Casagrande, que não admite perder novamente para o grupo de Erick Musso. Ao coagir os prefeitos eleitos pelo Republicanos, ao ameaçar com o não envio de recursos, o governador não está prejudicando o grupo liderado por Musso e Roberto Carneiro, mas prejudica toda a população dessas cidades, que correm o risco de perder investimentos estaduais apenas pela pequenez da vaidade política do governador.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.