Folha do ES
Qua, 12 de Ago
30 anos da FOLHA DO ES

Home   Política     Espírito Santo


Vereador de Linhares pede ampliação de expediente no comércio para evitar aglomeração

Vereador de Linhares pede ampliação de expediente no comércio para evitar aglomeração

Muitas empresas não continuarão com suas atividades em razão dos efeitos econômicos sofridos por tais medidas restritivas, disse ele sobre os decretos.

  Por Yasmin Silva

  08.julho.2020 às 14:36

O vereador Odeir Rogerio Bissoli, o Rogerinho do Gás, usou a Tribuna na Sessão Ordinária desta terça feira (07), na Câmara Municipal de Linhares, e toda a sua fala foi para propor ao prefeito Guerino Zanon a ampliação dos horários de atendimento do

CML: Rogerinho renuncia cargo de vice-presidente e explica motivo ...

Ele considerou que no município de Linhares já foram editados diversos decretos estabelecendo horários de atendimento alternado e reduzido. Rogerinho também conversou com o Site Eu Vi em Linhares: “Os números de casos continuam aumentando. Para se ter o panorama real do aumento agressivo da covid -19, basta analisar que no dia 06 de maio tínhamos 53 casos conrmados, sendo que após 60 dias, em 06 de julho, são 2446 casos conrmados”, disse o vereador.

De acordo com Rogerinho, é inegável que muitas pessoas têm contribuído para esse aumento de casos da Covid-19, “porque não respeitam o isolamento, nem as medidas de segurança. Por outro lado, hoje o comércio está agonizando porque não está tendo como se manter com o horário reduzido”, disse ele.

E o vereador prosseguiu: “Aliás, muitas empresas não continuarão com suas atividades em razão dos efeitos econômicos sofridos por tais medidas restritivas. Inegável ainda que muitas medidas administrativas contra o comércio em geral têm gerado mais confusão da sistemática de abertura do que propriamente soluções de redução do contágio da covid-19”.

A categoria de comerciantes precisa ser ouvida pelos setores públicos, destaca o vereador, “pois já amargam meses sem adoção de medidas ecazes contra a covid-19”. Rogerinho sugeriu que se estude, num ambiente técnico, se a abertura do comércio em horário até mais ampliado não seria uma opção a ser lançada, uma vez que haveria menos aglomeração de pessoas e, consequentemente, menos formação de las.

Uma das propostas de Rogerinho foi no sentido de promover a abertura do comércio em geral, em horário ampliado de segunda a sábado, sendo rigorosamente cumpridas as exigências de sanitárias. Não vê Rogerinho, portanto, que a solução seja o fechamento do comércio em dias isolados e em outros dias da semana seja autorizada aglomeração “absurda” de pessoas.

“Outras medidas devem ser, sim, estudadas, sob pena de um real colapso no sistema de saúde. E para tanto é preciso que todas as autoridades estejam unidas no propósito de criar forças para unicar as decisões e acompanhar os efeitos de cada uma delas, de modo que o enfrentamento da covid-19 seja uma realidade e não uma mera utopia”, acrescentou o edil.

Após a sessão foi comunicado que no boletim já constava um aumento de casos conrmados para 2.647, revelando a verdade das palavras de Rogerinho.

O que diz a Prefeitura de Linhares:

“A Prefeitura de Linhares informa que, de acordo com o novo Mapa de Gestão de Risco do Governo do Estado do Espírito Santo, o Município foi classicado como Risco Alto para o novo coronavírus. Diante deste novo cenário, o Município adota medidas de prevenção à pandemia em conformidade com a Portaria 100, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Dentre estas medidas, o funcionamento do comércio local, que deverá abrir as portas sob regime de revezamento, de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas, e cando fechado aos sábados e domingos.

A Prefeitura ressalta, ainda, que cumpre a Noticação Recomendatória do Ministério Público Estadual nº 2020.0005.4688-50, de 22 de abril de 2020, que determina que o Prefeito de Linhares se abstenha de expedir/publicar decretos municipais que contrariem e/ou exibilizem normas previstas nos Decretos Estaduais.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).”

O Decreto que dispõe sobre o funcionamento do comércio em sistema de revezamento, em dia pares e ímpares, seguindo orientações sobre a classicação de Linhares com Risco Alto no Mapa de Gestão de Risco do Governo do Estado do Espírito Santo, determina:


BLOCO I

Horário normal de funcionamento

Farmácias; drogarias; comércio atacadista; distribuidoras de gás, de água e de energia; prestadoras de serviços de internet; padarias; lojas de cuidados de animais; postos de combustíveis; lojas de conveniências; casas lotéricas; revendas agropecuárias e congêneres; armazéns gerais; borracharias; ocinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas; ocinas de máquinas agrícolas; lavanderias; laboratórios; clínicas; hospitais; consultórios médicos; odontológicos; sioterápicos e demais serviços de saúde; serviços advocatícios e contábeis; hotéis e pousadas; transporte de passageiros e de entrega de cargas; imprensa; instituições nanceiras e seus correspondentes.


BLOCO II

Dias de funcionamento: dias ÍMPARES do calendário, de segunda à sexta-feira

Horário de funcionamento: de 10h às 16h

Lojas de vendas de materiais de construção, de ferragens, ferramentas, material elétrico, material hidráulico, tintas, vernizes e materiais para pintura; pedras ornamentais e de revestimento; tijolos, vidraçaria, madeira e artefatos de cimento; lojas de vendas de peças automotivas; lojas de vendas de veículos automotores; móveis; eletrodomésticos; eletroeletrônico; papelarias; livrarias; lojas de celulares; prestadores de serviços de eletrônicos e acessórios; informática; artigos para escritório; estúdios de revelação e impressão fotográcas; grácas; copiadoras; papelarias; livrarias; colchões; bancas de jornais e revistas.


BLOCO III

Dias de funcionamento: dias PARES do calendário, de segunda à sexta-feira

Horário de funcionamento: de 10h às 16h

Vestuário; cama, mesa e banho; artigos esportivos; utilidades do lar; calçados, bolsas e demais acessórios; tecidos; armarinhos; cosméticos e perfumarias; joalherias e bijuterias; óticas; oricultura; artigos para festas, chocolates; bombonieres.


BLOCO IV

Dias de funcionamento: de segunda à sexta-feira

Horário de funcionamento: de 10h às 16h

Restaurantes; lanchonetes; pizzarias; sorveterias, açaiterias.


SERVIÇO PÚBLICO

O expediente na Administração Direta e Indireta do Município de Linhares permanecerá de terça à sexta-feira, excetuando-se os atendimentos realizados pela Secretaria Municipal de Saúde, como unidades de saúde e Hospital Geral de Linhares (HGL), e outras unidades administrativas consideradas essenciais ou que operem em regime de plantão, como a Central de Ambulâncias (156), Guarda Civil Municipal (153), e limpeza pública urbana.


Fonte: Eu vim em Linhares

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.