Folha do ES
Seg, 14 de Jun
Gif Folha do ES

Home   Política     Espírito Santo


Vereador Júnior Corrêa, um bolsonarista com papo reto

Vereador Júnior Corrêa, um bolsonarista com papo reto

O parlamentar de Cachoeiro de Itapemirim-ES tem se diferenciado pelo enfrentamento contra a política socialista no Município e no ES

  Por Leandro Bettecher

  17.maio.2021 às 11:00Atualizado em 17.maio.2021 às 14:12

José Carlos Correia Júnior (PL), 24 anos, foi o vereador mais votado nas eleições 2020, com 2.519 votos. Nascido em Cachoeiro de Itapemirim, morador do Bairro Aeroporto, iniciou sua vida pública apoiando o candidato a Deputado Estadual, Callegari (PL) em 2018. No mesmo ano, o próprio Callegari questionou, “por que você não se candidata?”. Depois disso, o projeto para as eleições de 2020estava encaminhado.

O jornal Folha do ES, entrevistou o jovem vereador, em um papo, confiram.

Como você entrou na política?

Comecei na política apoiando o candidato a Deputado Estadual, Callegari (PL) em 2018. No mesmo ano o próprio Callegari questionou: “por que você não se candidata?”. Depois disso, fui me preparando para a candidatura como vereador na minha cidade. Minha ideia é ocupar meu espaço na política com responsabilidade, fazendo minha parte.

Sobre os projetos como vereador?

Como vereador, tive um projeto aprovado por unanimidade, mas ainda não foi sancionado. É chamado de PL-17. E fez com que o Casagrande se movimentasse, através de uma reunião com todos os presidentes de Câmaras Municipais do Estado. Pois esse projeto determina que todo serviço é essencial, seguindo os protocolos corretamente, independente do mapa de risco. Até o Tribunal de Contas entrou no jogo, ameaçando os vereadores com multa por aprovar essa lei, alegando ser inconstitucional. Inconstitucional é a interferência do TCES.

Quarentena forçada, comente sobre isso.

É inadmissível oito viaturas irem fechar um lanchonete de açaí, só por estar aberto e sem aglomeração. Repito todo serviço é essencial. Daqui a pouco eles vão julgar quem é ou não essencial. A liberdade individual e o trabalho é direito de todos.

Fecharam a cidade sem casos confirmados de infecção. Isso foi uma grande burrice.

O Governador, fala que o lockdown que ele fez resolveu alguma coisa. É mentira! Ele sabia que o número de contagio ia aumentar, ele até avisou um mês antes. Todo mundo sabe que com a queda da temperatura o número de doenças respiratórias aumenta. Mas o vírus não curte muito o frio, prefere o calor.

Cientificamente está provado que quarentena e lockdownn não resolve nada. Precisamos vacinar o povo e voltarmos à normalidade..

Estamos vivenciando um pré-ditadura ?

A mesma empresa que vende açaí e recebeu a visita de oito viaturas entre PM, PC, GCM e Bombeiros para ser fechada, quando foi assaltada, não passou se quer uma viatura para coibir o crime. O bandido que está roubando não tem a mesma repercussão de quem quer trabalhar.

Não posso dizer que estamos caminhando para uma ditadura, mas o momento está estranho, temos que tomar uma atitude. Em 2022 tem eleição. Quem está matando o comercio não é o Presidente não, são os governadores e os prefeitos.

O prefeito não deve baixar a cabeça para o governador, não.

O fato de ser filho do dono da Cofril, até onde ajuda e atrapalha?

Não sei ao certo dizer onde ajuda ou atrapalha, pois não uso o nome da empresa, quem usa são algumas pessoas que ganham dinheiro do governo para criar um site e chamar de jornal. Por isso, eles querem ligar o nome do político à empresa para depois chantageá-la, pedindo dinheiro, mas como é um veículo de comunicação bem fuleiro e quase ninguém tem acesso, não me preocupo com isso.

Em que se baseia o seu programa “Papo Reto”?

Não é um programa de entrevista. É um bate papo, onde eu sempre chamo alguém, para poder conversar sobre um tema, onde a pessoa fala a ideia dela e eu falo a minha. Se convergir bem, se divergir amém, é melhor ainda quando causa uma polêmica. É justamente um programa para mostrar minhas ideias, e para as pessoas participarem do nosso projeto.

Qual seu compromisso com o povo?

O povo tem uma imagem de que os políticos não trabalham, mas às vezes falta uma comunicação. Eu mostro o que faço em minhas redes sociais. Meu foco é fiscalizar, as pessoas cobram do vereador, mesmo se o prefeito for ruim, vão cobrar o vereador. Esse é o pensamento do eleitor.

Sobre o Bolsonaro?

Gosto do Bolsonaro e defendo ele contra essa CPI da Covid. Ele esperou a Anvisa liberar a vacina. Repassou recursos para a realização da compra das vacinas aprovadas. Tem milhões de vacinas ainda esperando para serem aplicadas, ou seja, o problema é do Estado e dos Municípios.

“Contra a ditadura do judiciário não tem a quem recorrer” Nelson Rodrigues.


Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.