Folha do ES
Ter, 26 de Out
HECI

Home   Política     Espírito Santo


Governador socialista troca escola com nome de Santo por Paulo Freire

Governador socialista troca escola com nome de Santo por Paulo Freire

Santo Anchieta foi preterido por Casagrande para homenagear filósofo contestado

  Por Jackson Rangel Vieira

  20.setembro.2021 às 15:17Atualizado em 20.setembro.2021 às 16:03

O governador Renato Casagrande ofendeu a Igreja Católica ao assinar decreto trocando o no do Santo Anchieta pelo filósofo contestado Paulo Freire. As redes sociais não reagiram bem com o ato discricionário do gestor socialista.

Por mais importante seja o educador, ele não tem história no Espírito Santo de Anchieta. Trocar o nome é uma blasfêmia para muitos. Se fosse a inauguração de uma escola, o decreto e a homenagem faria sentido sem ofender a religiosidade dos capixabas. É demonstração de que não tem projeto de construção de novos espaços educacionais por agora.


Assim descreveu no site oficial do Governo a justificativa para a troca de nome da escola no Município de Anchieta, mesmo nome do santo católico e educador proeminente, de reconhecimento internacional:


O Governo do Espírito Santo vai homenagear o educador e filósofo Paulo Freire, considerado o “patrono da educação brasileira”, que faria 100 anos nesse domingo (19). O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou o decreto que autoriza a mudança de nome do Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) Anchieta, localizado no município de Anchieta, para CEEMTI “Paulo Freire”. O ato será publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (21). Ao assinar o decreto, o governador comentou sobre a iniciativa. “Paulo Freire foi um pensador muito importante, defendendo uma educação libertadora, com a visão de que a educação muda as pessoas e as pessoas mudam o mundo. Ele sempre foi um estudioso à frente do tempo”, disse Casagrande. Também esteve presente na assinatura do decreto, o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo. “Paulo Freire foi um grande intelectual brasileiro. Para além da educação, foi um pensador sobre o Brasil. Esse decreto é um reconhecimento nosso, simbólico, mas importante em virtude da representatividade que ele teve em vida e após sua morte. Não podemos invisibilizar o legado dele e esse é o sentido de assinar esse decreto”, pontuou o secretário.


SOBRE ANCHIETA E O ES:


A cidade de Anchieta tem sua origem ligada à aldeia jesuítica de Iriritiba, também chamada Reritiba, termo de origem tupi que significa "muitas ostras"[, "ajuntamento de ostras", pela junção dos termos reri (ostra) e tyba (ajuntamento). A aldeia foi fundada pelo padre José de Anchieta em 1561, como local de catequese dos índios. O padre transferiu-se definitivamente para Reritiba em 1587, onde veio a falecer em 9 de junho de 1597. Nesse período, produziu grande parte de sua obra literária e dramática.

Com a expulsão da Companhia de Jesus das terras portuguesas em 1759, a aldeia de Reritiba recebeu o foro de vila com o nome de Vila Nova de Benevente. Logo após a partida dos jesuítas, a vila passou por um período de decadência devido à desocupação da região pela maioria dos nativos. Em 12 de agosto de 1887, a vila foi elevada à condição de cidade, recebendo um novo nome: Anchieta, em homenagem ao famoso santo jesuíta que ali viveu e morreu no século XVI.

A vila tomou novamente impulso em sua economia a partir da chegada, pelo porto de Benevente, de milhares de colonos italianos entre os anos de 1874 e 1895. Da vila, surgiram, também, as atuais cidades de Alfredo Chaves, Piúma e Iconha.

Foi em Anchieta, em 1968, que o padre Humberto Pietrogrande fundou o Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (MEPES) e a primeira Escola da Família Agrícola no Brasil, que seria precursora de centenas de outras experiências ao redor do mundo.



Fonte: FOLHA DO ES/GOVERNO DO ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.