Folha do ES
Dom, 24 de Jan
Cofril

Home   Saúde     Espírito Santo


Bebê recebe alta depois de quase seis meses internado

Bebê recebe alta depois de quase seis meses internado

  Por Redação

  30.novembro.2020 às 16:40

O primeiro final de semana com o filho nos braços a gente não esquece. Imagina sendo o primeiro final de semana depois de quase seis meses internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra. Essa é a história do Bernardo e da mamãe dele, Izabela de Sousa Silva, de 17 anos, que receberam alta no último dia 20.

Grávida de gêmeos e com 25 semanas de gestação, Izabela foi diagnostica com ruptura prematura de membranas. A paciente foi encaminhada à Maternidade de Alto Risco do Hospital Dr. Jayme, no dia 21 de maio e, apesar de todo cuidado da equipe médica, evoluiu com trabalho de parto prematuro e prolapso de cordão, sendo indicada cesariana de emergência.

“Eu nunca pensei passar por isso tudo. Pela minha idade, eu imaginei que minha gravidez fosse tranquila, que meus bebês nasceriam no tempo certo e que tudo ficaria bem, mas, tudo foi diferente. Vivi o pior momento da minha vida. Hoje, eu vou para casa com a minha vitória nos braços”, contou a mãe do Bernardo, Izabela de Sousa.

No dia 31 de maio, Izabela deu à luz aos filhos Benício e Bernado, prematuros extremos. Benício nasceu com 680 gramas, medindo 32 cm e Bernardo nasceu com 825 gramas, medindo 34 cm. Os gêmeos foram assistidos pela equipe de neonatologia da unidade e encaminhados à UTIN.

“Benício nasceu com muito baixo peso e com desconforto respiratório significativo. Investimos todos os esforços, não desistimos em nenhum momento, mas, por ser prematuro extremo, sua saúde ainda era muito frágil e com seis dias de vida, ele veio a óbito. Uma tristeza para toda equipe e para a família”, afirmou a neonatologista, coordenadora da equipe médica da UTIN do Hospital Dr. Jayme, Silvia Louzada.

Um choque para Izabela, que enfrentou a morte de um filho e que não desistiu, lutou pela vida do outro. Bernardo passou por exames laboratoriais e de imagem, uso prolongado de sonda gástrica, permaneceu sob ventilação mecânica por 78 dias e precisou de cirurgias. Mas, depois de cinco meses e 20 dias, vai conhecer seu novo quartinho.

“A família estava muito ansiosa com a alta. Bernardo foi um guerreiro e, hoje, vai para sua casa. Sua saúde requer cuidados, mas vai poder seguir sua vida normalmente, como qualquer criança”, disse a médica neonatologista, Thalita Cairo.


Fonte: Governo do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.