Folha do ES
Qua, 20 de Jan
Cofril

Home   Saúde     Espírito Santo


Quase 1 mil profissionais de saúde já tiveram Covid-19 em Cachoeiro

Quase 1 mil profissionais de saúde já tiveram Covid-19 em Cachoeiro

  Por Redação

  03.dezembro.2020 às 08:57

Em Cachoeiro, 291 profissionais da área de saúde – incluindo os que trabalham em setores de responsabilidade do governo estadual – estão com suspeita de Covid-19 e, por isso, afastados de suas funções. Desde o início da pandemia, 983 já foram infectados pelo novo coronavírus – 11% dos casos confirmados no município – e quatro vieram a óbito. Extraídos do Painel Covid-19 ES, nesta quarta-feira (2), os dados evidenciam a vulnerabilidade de quem está na linha de frente do combate à doença. Da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), especificamente, cerca de 150 servidores municipais estão afastados do trabalho, por suspeita ou confirmação da doença. Entre esses profissionais, estão agentes comunitários e funcionários que atuam nos Pronto Atendimentos municipais em variadas funções, como recepcionistas e higienizadores.

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim já investiu, neste ano, quase R$ 800 mil na compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e materiais hospitalares (o que inclui itens como máscaras e luvas). Também é realizada, semanalmente, a limpeza de unidades de saúde e de outros locais do município com hipoclorito de sódio. Ainda assim, o aumento do número de casos torna os profissionais que atuam na área de saúde mais vulneráveis à doença.

Em um comunicado, lançado no último mês de setembro, a Organização Panamericana de Saúde (Opas) informou que cerca de 570 mil profissionais de saúde da região das Américas se infectaram e 2,5 mil morreram por Covid-19. De acordo com a Opas, isso se deve, em grande medida, ao fato da região estar entre as que apresentam os números mais elevados de casos da doença, sobrecarregando os sistemas de saúde nacionais.

Até o momento, nenhuma unidade de saúde de responsabilidade do Município foi paralisada por falta de profissionais. Entretanto, a Prefeitura de Cachoeiro alerta que, caso o número de afastamentos de funcionários da saúde continue subindo, a oferta de serviços poderá ficar comprometida futuramente.


Fonte: PMC

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.