Segundo a Polícia Civil do Amazonas (PCAM), a mãe da adolescente de 13 anos, resgatada em um motel de Manaus, vendeu a virgindade da filha e obrigava ela a se prostituir. Durante a ação policial na noite de quinta-feira (23), um homem, a dona do estabelecimento e a genitora da vítima foram presos em flagrante.

Conforme a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a adolescente estava morando com a mãe há cerca de um ano, quando começou a ser obrigada a se prostituir em troca de R$ 100.

A mulher ainda chegou a negociar a virgindade da própria filha para o homem, que foi preso em um motel com a menor, quando ela tinha apenas 12 anos.

Por meio de um aplicativo de troca de mensagens, a adolescente começou a conversar com os policiais que a resgataram. Com as denúncias feitas pela menina, foi possível a equipe policial localizar e se dirigir ao motel em que ela estava com o abusador.

Em um áudio enviado à polícia, a vítima dá detalhes do ocorrido, informando o motel em que ela iria se encontrar com o homem, a mando de sua mãe.

“Olha, toda vez quando eu vou me encontrar, eu sempre vou pro, pro, pro motel. Aqui, aqui, assim, tem aqui um, né e tem um curva lá mais na frente tem um motel. E eu vou te (…) Quando eu chegar lá, não sei se eu vou sair agora, quando eu chegar lá, eu te mando tá? Eu tô cansada disso. Eu quero sair de perto da minha mãe”, diz ela.

O crime

Na noite dessa quinta-feira (25), uma mulher, de 38 anos, foi presa suspeita de espancar e obrigar a própria filha de apenas 13 anos a se prostituir no bairro Gilberto Mestrinho, na zona Leste de Manaus. A prisão de um homem, de 46 anos, envolvido no caso ocorreu em um quarto de motel no momento em que ele estava com a vítima.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, uma denúncia anônima informou que uma mulher (mãe da vítima) “agenciava” e contratava clientes para a adolescente, o valor do programa seria R$100 reais. A dona do hotel, uma mulher de 52 anos, também foi presa.

“Nós recebemos uma denúncia anônima ainda pela manhã dizendo que havia uma mulher, no bairro Gilberto Mestrinho, que estava agenciado a própria filha a fazer programas sexuais com diversos homens (…) Por volta das 14h, recebemos uma nova denúncia dizendo que havia sido marcado um encontro num determinado motel, foi dado o endereço, foi dado o endereço e também as características do carro e da pessoa que entraria com a adolescente”, afirmou a delegada.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que policiais militares invadem o motel e encontram a vítima com o homem.