Na manhã desta segunda-feira (10), a Polícia Civil de Presidente Kennedy, realizou uma operação que resultou na prisão de cinco indivíduos. A ação está diretamente ligada ao assassinato brutal do vereador da cidade, Marquinhos Costalonga, ocorrido na noite de 27 de maio de 2021.

A operação, denominada "GATEPOST", foi meticulosamente planejada e executada pela equipe de investigadores, que agiu com rapidez e eficiência para identificar e capturar os suspeitos envolvidos no crime que chocou a comunidade local.

Desde o trágico acontecimento, a polícia tem trabalhado incansavelmente para esclarecer os detalhes desse terrível crime e levar os responsáveis à justiça. As prisões efetuadas hoje representam um avanço significativo nas investigações em andamento.

Os nomes dos indivíduos detidos ainda não foram divulgados pelas autoridades, que estão reservando maiores detalhes sobre o caso para não comprometer o andamento das investigações. No entanto, espera-se que nos próximos dias mais informações sejam reveladas sobre os motivos por trás do assassinato do vereador e o papel desempenhado por cada um dos suspeitos agora sob custódia policial.

O vereador Marquinhos Costalonga era uma figura proeminente e querida na comunidade de Presidente Kennedy, e sua morte deixou um vazio irreparável na cidade. A prisão dos suspeitos traz um alívio para seus familiares, amigos e para todos aqueles que clamavam por justiça em meio à dor da perda.

O delegado responsável, Dr. Thiago Viana, reitera compromisso inabalável do com a segurança e a paz da população, e continuará trabalhando incansavelmente para elucidar completamente esse caso e garantir que os responsáveis sejam devidamente responsabilizados perante a lei.
 

Relembre o caso
O vereador de Presidente Kennedy, Marcos Augusto Costalonga de 49 anos, mais conhecido como Marquinhos da Cooperativa, foi morto a tiros no dia 27 de maio de 2021 por volta de 23 horas, na localidade de Alegria, no município.

Segundo informações, o vereador seguia da comunidade de Leonel para a sua residência no centro de Presidente Kennedy por uma rodovia municipal, quando ocorreu a tentativa de roubo do seu veículo, uma Toytota SW4 Hilux. Contra o carro conduzido por Marquinhos foram disparados diversos tiros. No veículo estava sua esposa e mais uma pessoa.

Segundo as testemunhas, um carro HB 20 de cor prata foi usado pelos bandidos na tentativa de roubo e para alvejar o automóvel do vereador. Pelo menos quatro homens teriam participado da ação.

Um dos disparos antingiu o vereador que morreu na hora, fazendo com que o carro conduzido por ele caísse numa ribanceira de cerca de três metros. Os suspeitos fugiram sem levar nada.

A Polícia Militar foi chamada e acionou de imediato ambulâncias para prestaram socorro. As vítimas foram encontradas feridas dentro do veículo e de lá socorridas e levadas para a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro.

A perícia foi acionada e esteve no local. Foi constatado inicialmente pelo menos 10 disparos de arma de fogo calibre 9mm na lateral da Hilux, tendo um único tiro antigido as costas do vereador.

Agentes da Guarda Municipal e reforço da Polícia Militar fizeram rondas pela região, mas ainda não localizaram os suspeitos. A Polícia Civil trabalha no caso como sendo tentativa de roubo, mas não descarta outros tipos de crime.

Marquinhos da Cooperativa estava em sua primeira legislatura e era vice-presidente da Câmara Municipal. Um nome novo na politica, tinha ideias inovadoras para o Município, tendo inclusive encabeçado a comitiva que foi a Vitória pedir mais policiamento para Presidente Kennedy e pedir a manutenção da Comarca Judicial no município. Ele também era tradicional comerciante do ramo de veterinária e insumos agrícolas.