Folha do ES
Sex, 25 de Jun
Gif Folha do ES

Home   Estilo     Celebridades


Perícia constata que Amanda Wanessa dirigia a 130 km/h quando sofreu acidente

Perícia constata que Amanda Wanessa dirigia a 130 km/h quando sofreu acidente

Colisão com caminhão ocorreu 'por culpa exclusiva da vítima', segundo perícia solicitada pela Polícia Civil. Tribunal de Justiça acatou pedido do Ministério Público para arquivar processo.

  Por Kimberlly Soares

  10.junho.2021 às 10:11

A cantora gospel Amanda Wanessa dirigia o carro a 130 quilômetros por hora quando sofreu o acidente que a deixou gravemente ferida, no dia 4 de janeiro de 2021, de acordo com a perícia solicitada pela Polícia Civil para descobrir as causas da colisão com um caminhão. Cinco meses depois, a artista de 34 anos permanece internada no Hospital Português, na área central do Recife.

O resultado da investigação foi considerado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco para concluir que o acidente ocorreu "por culpa exclusiva da vítima". Amanda Wanessa foi quem mais se feriu na batida, que ocorreu na PE-60, no município de Rio Formoso, na Zona da Mata de Pernambuco.

Também estavam no carro o pai da cantora, que não precisou ser internado; a filha dela, que passou por cirurgia, e uma amiga de Amanda Wanessa que também se recuperou.

Após a conclusão do inquérito da Polícia Civil, que culpou Amanda Wanessa pelo acidente, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) solicitou o arquivamento do processo e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) acatou o pedido.

O juiz Raphael Calixto Brasil, da Vara Única da Comarca de Rio Formoso, afirmou, na decisão de arquivar o processo, que comunga "do mesmo entendimento da representante do Ministério Público".

"[...] o evento ocorreu em tese por culpa exclusiva da vítima, notadamente os elementos informativos colhidos durante as investigações, tais quais o laudo pericial e os depoimentos colhidos no inquérito. Estes, por seu turno, deram conta de que foi a vítima quem perdeu o controle do veículo que dirigia, colidindo com o caminhão. [...] a perícia constatou que a mesma estava em alta velocidade (aproximadamente 130 km/h) no momento da colisão", declarou o juiz.

O processo havia sido aberto para apurar a conduta do motorista do caminhão envolvido no acidente com o carro de Amanda Wanessa. De acordo com a família da cantora, o veículo, carregado com tijolos, teria invadido a faixa contrária, colidindo com o carro em que Amanda e as outras três pessoas estavam.

No entanto, no entendimento da Polícia Civil, do MPPE e do Tribunal de Justiça, não houve nenhum crime culposo. Isso porque esse tipo de delito é caracterizado pela existência de negligência, imperícia ou imprudência. "No caso em tela, não vislumbro a ocorrência desses elementos", afirmou o juiz.


Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.