Folha do ES
Sb, 20 de Out
CIAC

Home   Estilo     Comportamento


Dormir mal eleva risco de diabetes, afirmam pesquisadores

Dormir mal eleva risco de diabetes, afirmam pesquisadores

Os resultados do estudo mostram que a perda de sono é definitivamente um fator de risco para o diabetes tipo 2.

  Por Redação

  14.setembro.2018 às 15:40

Cientistas japoneses descobriam que uma única noite sem dormir já basta para aumentar o risco de diabetes. E um outro estudo mostra que comer cereais e grãos também é bom contra a doença.

É sabido que falta de sono, pouco exercício e má alimentação estão associados ao diabetes tipo 2, mas até recentemente os cientistas não tinham certeza sobre qual desses três fatores provocava a intolerância à glicose ligada à doença.

Num estudo com ratos, cientistas da Universidade Toho de Medicina, no Japão, descobriram que uma única noite de insônia já é suficiente para aumentar o risco de diabetes. Isso equivale a um déficit de sono de seis horas.

Os ratos que sofriam de falta de sono apresentaram níveis elevados de açúcar no sangue. Além disso, a produção de triglicerídeos no fígado aumentou. Os triglicerídeos são gorduras associadas à resistência insulínica típica do diabetes.

A privação de sono também alterou as enzimas hepáticas responsáveis pelo metabolismo do fígado. Os resultados do estudo mostram que a perda de sono é definitivamente um fator de risco para o diabetes tipo 2.

Portanto, manter uma boa rotina de sono é importante na prevenção do diabetes em pessoas com maior risco.


Fonte: Terra

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2018 Folha do ES. Todos os direitos reservados.