Folha do ES
Seg, 6 de Abr

Home   Estilo     Comportamento


Jornalista faz descoberta na morte de Gugu e é ameaçado pela família

Jornalista faz descoberta na morte de Gugu e é ameaçado pela família

Roberto Cabrini no “Conexão Repórter” (Foto: Lourival Ribeiro/SBT)

  Por Redação

  12.dezembro.2019 às 16:50Atualizado em 12.dezembro.2019 às 18:22

Quando anunciado à imprensa que Gugu Liberato havia sofrido um terrível acidente em sua residência, nos Estados Unidos, e estava em estado crítico no hospital, o jornalista investigativo Roberto Cabrini embarcou imediatamente para averiguar de perto a história sobre a fatídica tragédia que havia acontecido com o apresentador da Record.

Ao desembarcar em terras norte americanas, o jornalista e apresentador do Conexão Repórter, do SBT, começou juntar as peças do quebra-cabeça e entrevistar pessoas próximas que acompanharam a tragédia envolvendo Gugu Liberato.

A matéria contando detalhes sobre o acidente e revelando fatos inéditos foi veiculada em seu programa dias depois. Porém, Roberto Cabrini começou a perceber pontas soltas nas histórias contadas por seus entrevistados e quis averiguar de perto o local do acidente para entender o que poderia estar faltando nas informações recebidas.

Como é de conhecimento de todos, o jornalista do SBT é conhecido por delatar grandes escândalos e juntar “peças” que aos olhos de outros profissionais, muitas vezes, passam despercebidas.

Uma das estratégias investigativas do jornalista para preencher as pontas soltas na matéria de Gugu Liberato foi visitar a residência onde o acidente aconteceu.

Porém, ao tentar autorização para entrar na casa, Roberto Cabrini foi barrado pela família do comunicador que, de acordo com o canal no YouTube TV e Famosos, chegou a ameaçar o profissional.

Em um vídeo postado pela TV e Famosos em seu perfil no YouTube, a página afirma que “familiares de Gugu teriam ameaçado Roberto Cabrini, caso ele ficasse insistindo, iriam ligar para Silvio Santos e falar com o diretor geral do SBT para tomarem providências, o jornalista deveria sair imediatamente do local. A casa de Liberato está inacessível desde o dia do acidente e nenhum veículo de comunicação foi autorizado a entrar.

Quando questionado sobre o assunto pelo mesmo veículo que publicou as acusações de fraude na morte do apresentador da Record, Roberto Cabrini respondeu: “Foi uma das melhores matérias, evidentemente quando fatos ocultos começam a ser expostos existem as pessoas que não querem que estes fatos sejam expostos. Mas, isso, vamos dar tempo ao tempo que a verdade vai aparecer”.

Assista ao vídeo:


Fonte: TV Foco

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.