Folha do ES
Sex, 21 de Fev
CARNAVAL GOVERNO

Home   Economia     Espírito Santo


Majeski apresenta projeto para diminuir número de assessores na Ales

Majeski apresenta projeto para diminuir número de assessores na Ales

Trabalhando com equipe reduzida de assessores, de 2015 a 2019, Majeski economizou R$ 2,115 milhões

  Por Redação

  11.fevereiro.2020 às 11:20

Já está tramitando na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Resolução PR 002/2020, de autoria do deputado estadual Sergio Majeski (PSB), para reduzir o número de assessores nomeados nos gabinetes dos parlamentares.

A proposta modifica a resolução vigente, diminuindo em 25% o sistema de pontuação que define o critério e o limite máximo para nomeações, gerando economia de dinheiro público.

"Desde quando assumi o mandato trabalho com equipe reduzida de assessores. Coloquei em prática o que acho que é certo e, novamente, apresento um projeto para diminuir o número de servidores comissionados em todos os gabinetes. É muito importante garantir eficiência, economia e o bom uso dos recursos públicos", destaca Majeski.

Atualmente, mesmo com cada deputado podendo nomear até 19 assessores comissionados no gabinete, Majeski trabalha com apenas nove. Devido à equipe reduzida, de 2015 a 2019, o parlamentar proporcionou economia de R$ 2,115 milhões.

"Imagina este valor multiplicado pelos 30 deputados? Seria mais de R$ 63 milhões em recursos economizados na Assembleia, em cinco anos, que poderiam ser utilizados em atividades e serviços essenciais à sociedade, como Educação, Saúde e Segurança, dentre outros. E não é suposição. É possível sim trabalhar com equipe reduzida e qualificada", completa Majeski.

Levando em consideração o orçamento do Governo do Estado para 2020, o valor de R$ 63 milhões, que poderia ser economizado com o pagamento de servidores comissionados nos gabinetes da Ales, seria suficiente para custear ações e programas essenciais para as 477 escolas da Rede Estadual, como o Desenvolvimento Integrado de Esporte e Cultura (R$ 5 milhões), o Programa Estadual de Gestão Financeira Escolar (R$ 32 milhões) e a Manutenção e Regularização Imobiliária das Escolas de Ensino Fundamental e Médio (R$ 26 milhões).


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.