Folha do ES
Dom, 24 de Mar
SESAN - VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Home   Geral     Brasil


'Não dá mais para entrar na escola', diz ferido com machado

'Não dá mais para entrar na escola', diz ferido com machado

Quando se deu conta do que estava acontecendo, o atirador veio em sua direção

  Por Redação

  15.março.2019 às 15:41

Ferido com um machado na clavícula direita enquanto tentava escapar do ataque na Escola Estadual Raul Brasil, o estudante José Vitor Ramos Lemos, de 18 anos, disse não pensar em voltar para a escola em que estudava.

“Não dá mais para entrar lá. São muitas coisas que eu passei, foi muito traumático”, contou.

Ele afirmou que, no momento do ataque, estava a caminho do refeitório, com a namorada, quando de repente ouviu os barulhos. “Eu pensava que era bombinha. Mas depois que foram várias seguidas, eu percebi que eram tiros”.

Quando se deu conta do que estava acontecendo, o atirador veio em sua direção. “Estava nítido que era um caso de terrorismo, que não tinha mais jeito.” Ele correu para a parte de trás da escola e acabou perdendo a namorada de vista. “Fui até a única saída que estava aberta e encontrei o outro com o machado na mão. Foi quando tentei passar da porta e ele acertou o machado em mim”, relatou.


Fonte: O Extra

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.