Folha do ES
Ter, 28 de Set
HECI

Home   Geral     Espírito Santo


Presidente de Comissão da OAB agride mulher em boate e paga fiança para não ficar preso

Presidente de Comissão da OAB agride mulher em boate e paga fiança para não ficar preso

Assim não! Ele também teria proferido palavras de cunho racista para um outro segurança de uma casa de shows (foto reprodução)

  Por Redação

  07.julho.2021 às 17:58Atualizado em 07.julho.2021 às 18:39

Presidente da Comissão de Startups, Proteção de Dados e Inovação da Ordem dos Advogados do Espírito Santo (OAB-ES), Guilherme Deps Cabral, foi preso no último sábado (3) após agredir uma segurança e também por proferir palavras de cunho racista para um outro segurança de uma casa de shows em Vitória. Ele foi levado para a Delegacia Regional de Vitória mas foi solto após pagar uma fiança de mil reais.

Em nota, a OAB-ES explicou dizendo que ainda não foi informada oficialmente sobre o caso e que irá acompanhá-lo para, se necessário, tomar as providências cabíveis, observando o Código de Ética e Disciplina e as prerrogativas da advocacia.

Também por nota, a Polícia Militar disse que na madrugada do último sábado (03), policiais militares foram acionados para verificar uma ocorrência de vias de fato em um bar localizado na Praia do Canto, em Vitória, e que no local, um homem disse aos policiais que estava na casa de show quando se deparou com um indivíduo visivelmente embriagado e que, sem motivo aparente, lhe deu um soco na boca.

TEM MAIS

Além disso, que seguranças do local, sendo um homem e uma mulher, afirmaram que viram a confusão e ao verificarem do que se tratava, a mulher foi agredida pelo indivíduo após ter dito para o homem se retirar do local.

“Vendo a situação, o outro segurança imobilizou o envolvido e pediu para que ele se acalmasse, porém ele proferiu palavras racistas contra o segurança e o homem que havia sido agredido com um soco na boca. Questionado sobre o que teria ocorrido no local, o indivíduo disse que estava bebendo com amigos e que não se lembrava do que tinha ocorrido. Diante dos fatos, todos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Vitória”, explicou a PM.

Clique aqui e tenha acesso ao registro oficial do caso

A Polícia Civil informou que o suspeito de 26 anos, conduzido à Delegacia Regional de Vitória, foi autuado em flagrante por injúria racial e lesão corporal. No entanto, como as penas não ultrapassam quatro anos de detenção, uma fiança foi decretada pela autoridade policial.

“O suspeito foi liberado para responder em liberdade, após o recolhimento da fiança. O procedimento do flagrante será encaminhado à Justiça”, disse a PC.

Redes sociais desativadas

Guilherme Deps Cabral desativou algumas de suas redes sociais após o ocorrido e até o momento não realizou nenhuma manifestação sobre o caso.


Fonte: movnews.com.br/Daniel Marcal

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.