Folha do ES
Dom, 15 de Dez

Home   Geral     Mundo


'Estou morrendo, não consigo respirar. Desculpe, mãe'

'Estou morrendo, não consigo respirar. Desculpe, mãe'

As últimas revelações sobre a morte de 39 imigrantes em caminhão. Pham Thi Tra My enviou uma mensagem a seus parentes dizendo que estava morrendo

  Por Redação

  29.outubro.2019 às 17:23

A família de Pham Thi Tra My aguarda ansiosamente a identificação dos 39 corpos encontrados na quarta-feira (23/10), dentro de um caminhão refrigerado em Essex, 15 quilômetros a leste de Londres.

A polícia disse que será um processo longo, mas a família vietnamita aguarda, porque há uma forte suspeita de que um dos falecidos seja a garota de 26 anos.

"Sinto muito, mamãe e papai, minha viagem à terra estrangeira falhou", escreveu por mensagem de texto aos pais, como contaram eles à BBC.

"Estou morrendo, não consigo respirar. Amo muito vocês, mãe e pai. Desculpe, mãe", escreveu a jovem.

Seu irmão, Pham Ngoc Tuan, disse à BBC que Tra My está desaparecida desde o mesmo dia em que o caminhão com os 39 corpos foi encontrado.

Phan Ngoc disse que parte dos quase US$ 38 mil que essa viagem lhe custou foi paga a traficantes de pessoas.

A maior investigação da história

A polícia de Essex disse que estava trabalhando para "reunir todas as informações desse terrível acontecimento", que eles descreveram como a maior investigação de assassinato na história da polícia local.

Embora a polícia tenha dito inicialmente que todos os corpos podiam ser de cidadãos chineses, eles agora alertam que alguns dos mortos podem ser vietnamitas.

Outra família que aguarda investigações é a de Le Van Ha, 30, que também desapareceu na mesma data. Eles hipotecaram seus dois lotes de terra para pagar a viagem ao Reino Unido.

Seu pai, Le Minh Tuan, está convencido de que o filho está morto. Em uma das últimas mensagens que recebeu dele, ele disse que partiria para a Inglaterra.

Minh Tuan disse à BBC que sua família não tinha mais nada depois de pagar US$ 25 mil para garantir a entrada ilegal no Reino Unido.

Le Van Ha deixou para trás um filho pequeno e sua esposa grávida, que deu à luz durante esses dias de incerteza sobre seu paradeiro.


Fonte: R7

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.