Folha do ES
Dom, 5 de Jul
Cofril 02

Home   Política     Brasil


Prefeitura captou R$ 41 milhões em recursos de fontes externas em 2019

Prefeitura captou R$ 41 milhões em recursos de fontes externas em 2019

Construção de nova unidade de saúde do Zumbi está entre os investimentos feitos com os recursos captados

  Por Redação

  08.janeiro.2020 às 18:33Atualizado em 08.janeiro.2020 às 18:41

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, por meio da Secretaria Municipal de Modernização e Análise de Custos (Semmac), captou, aproximadamente, R$ 41 milhões em recursos de fontes externas, somente em 2019. O dinheiro é utilizado em pavimentação e recuperação estrutural de vias, construção de redes de drenagem, reformas de praças e equipamentos públicos e aquisição de veículos, dentre outros investimentos.

O montante foi alcançado pela Semmac por meio de participação em editais estaduais e federais, emendas parlamentares e recuperação de contratos de obras paralisadas em anos anteriores. Além disso, a secretaria conseguiu outros R$ 50 milhões em operações de crédito – sendo R$ 30 milhões correspondentes apenas ao Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento) –, valor que será utilizado em obras de infraestrutura e em modernização da máquina pública.

Dentre os investimentos realizados com os recursos captados, destacam-se R$ 3,2 milhões para a construção de uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS) no bairro Zumbi, iniciada em dezembro, e R$ 2,7 milhões para o projeto da parceira público-privada (PPP) no setor de iluminação pública (em desenvolvimento).

Somado a outros recursos, a Semmac destaca, em seu relatório de prestação de contas anual, a operacionalização de cerca de R$ 150 milhões em 2019 para investimentos diversos.

Projetos e inovação

Também está a cargo da Semmac a elaboração de projetos executivos das obras da prefeitura. Para a área de educação, foram 30 projetos, incluindo os da repintura de 27 escolas municipais.

Foram feitos, ainda: 14 projetos para locais de esporte e lazer; 13 projetos na área de desenvolvimento urbano; dez na área de saúde; nove para obras diversas; cinco para restauro de centros culturais, quatro na área de agricultura; três para segurança; dois para desenvolvimento social; e outros dois para a administração municipal.

Em 2019, a Semmac iniciou a implementação da inovadora metodologia BIM (Modelagem da Informação da Construção, em português) para elaboração dos projetos, colocando Cachoeiro como o primeiro município do país a instituir a metodologia por decreto. Em dezembro, a cidade foi destaque em uma das palestras do 4º BIMDAY Pernambuco, evento nacional sobre o tema.

O BIM envolve a construção de edificações com softwares que armazenam informações em um modelo virtual. Desse modo, ao planejar a construção de uma nova unidade de saúde, por exemplo, é possível se antecipar a imprevistos com testes para verificação da confiabilidade e resolução de conflitos entre as áreas envolvidas (estrutura, rede elétrica, hidráulica, entre outros).

Os primeiros projetos de Cachoeiro com a utilização da nova metodologia começaram a ser elaborados neste mês de janeiro.

Transforma Cachoeiro

A Semmac também foi a responsável pela coordenação do programa Transforma Cachoeiro, lançado em 2019. O programa visa a realização de intervenções diversas em regiões com maior número de demandas e mutirões mensais de serviços públicos, oferecidos por todas as secretarias e órgãos municipais e entidades parceiras.

Foram realizadas três edições do programa em 2019, nos bairros Village da Luz, Alto União e Bela Vista, com cerca de 23 mil atendimentos nos mutirões e centenas de obras e ações de limpeza pública nos outros 12 bairros incluídos nas áreas de abrangência.

Comissão de desburocratização

Outra iniciativa da Semmac foi a criação e manutenção da Comissão Técnica de Desburocratização (Comtede). Com representantes de diversas secretarias, a comissão tem como função propor medidas para agilizar os procedimentos necessários à abertura e regularização de empresas no município.

"Desenvolvemos várias frentes de trabalho para contribuir com o desenvolvimento do município, seja na captação de recursos externos, seja no desenvolvimento de projetos inovadores e estratégias que contribuam para a modernização de procedimentos", destaca o secretário municipal de Modernização e Análise de Custos, Alexandro da Vitória.

"Sempre tivemos como norte a busca por uma gestão inovadora, algo essencial para desenvolver as ações da administração pública de forma profissional e responsável. Isso se reflete no aumento dos investimentos e na geração de empregos, e os resultados mostram que estamos na direção certa", completa o prefeito Victor Coelho.


Fonte: Jornalismo PMCI

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.