Folha do ES
Dom, 9 de Mai
Receitas

Home   Política     Denúncia


Pen drive: Casagrande ataca vereador de Vitória por denunciar corrupção

Pen drive: Casagrande ataca vereador de Vitória por denunciar corrupção

O vereador de Vitória-ES, Armandinho Fontoura (PODE), virou alvo do governador do ES e pede sua" cabeça "ao partido aliado

  Por Jackson Rangel Vieira

  12.abril.2021 às 14:25Atualizado em 12.abril.2021 às 15:12

A chamada milícia digital, formada por blog sujos e sites recém criados ou sem credibilidade, financiada com dinheiro público e cargos comissionados, foi acionada para agredir e intimidar o vereador Armandinho Fontoura (PODE).

O parlamentar municipal de Vitória-ES foi um dos autores da denúncia que gerou o pedido de suspensão da licitação direcionada do Detran de R$ 139 milhões para uma empresa chinesa.

Por isso, está sendo retaliado pelo Governador Renato Casagrande, que ao invés de explicar, transforma em inimigos quem quer esclarecimentos e providências sobre a visível corrupção no procedimento fraudulento.

Casagrande se omite e tenta blindar a licitação, usando a mesma milícia para desqualificar provas sem nem esperar perícias nacionais e internacionais.

Além disso, age de forma passional e agressiva ao usar a mesma milícia paga com dinheiro do cidadão para espalhar narrativas falsas e infantis produzidas pelo próprio governo. A milícia copia e cola.

Armandinho alerta que "essas são medidas de um desesperado, que quer tapar o sol com a peneira. Não tem lógica nenhuma o Governador negar o inegável e atrasar o inevitável. É uma prepotência típica da "Síndrome do Titanic". Casagrande não entendeu que o pen drive é o iceberg de seu governo se ele continuar um negacionista da corrupção."

O parlamentar já havia denunciado o edital fraudulento ao Ministério Público e Tribunal de Contas antes mesmo do pen drive da propina aparecer. O vereador avisou no início deste ano que somente os equipamentos da DAHUA atendiam as especificações do edital e por isso seu consórcio iria ganhar.

Com o pen drive em mãos confirmando o que já sabia, o parlamentar estudou seu conteúdo e ficou escandalizado com as provas eletrônicas inquestionáveis.

Ele diz que "essa licitação é o cartão de visitas do novo crime organizado atuando dentro do Governo do Espírito Santo. Assaltam os cofres públicos e mantém as instituições rendidas, inclusive a imprensa cooptada. É o governo José Ignácio parte 2".

Mesmo ameaçado de expulsão pelo Presidente do partido Rogerinho Pinheiro, que é cargo comissionado do IPEM, órgão do governo, o parlamentar da capital não se calou e agiu, em defesa do erário, da ética e da sociedade. É obrigação dele agir, sob pena de crime de prevaricação, como ele mesmo informou ao jornal.

Armandinho Fontoura afirma que a postura do Governador Renato Casagrande é suspeita e tacanha: "O Governador está se comportando como um avestruz, enfiou a cabeça debaixo da terra e está ignorando a realidade do pen drive, que escancarou um dos maiores esquemas de corrupção em um governo capixaba. Ao se omitir e me atacar de forma covarde, pequena e juvenil, Renato Casagrande mostra que a licitação direcionada é uma agenda de governo, que não ocorreria sem sua mão e seu interesse. A chinesa tinha acesso e controle de tudo, um poder que só alguém podia dar".

VÍDEO - DISCURSO DO VEREADOR SOBRE CORRUPÇÃO NO GOVERNO DE CASAGRANDE


Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.