Folha do ES
Dom, 11 de Abr
Receitas

Home   Política     Espírito Santo


Deputado Federal Da Vitória debate proposta de incentivo ao comércio atacadista

Deputado Federal Da Vitória debate proposta de incentivo ao comércio atacadista

  Por Julia F Mothé

  07.abril.2021 às 15:55

Em reunião virtual com o setor de comércio atacadista distribuidor, o deputado federal Da Vitória, abriu debate com o segmento sobre o Projeto de Lei Complementar 5/2021, que quer ampliar o prazo da concessão de benefícios fiscais em ICMS. O parlamentar capixaba, que coordena a bancada federal capixaba, é o relator da proposta que tem como autor o deputado federal Efraim Filho (DEM-PB) na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara.

Participaram virtualmente do Fórum Interestadual de Debates do Setor Atacadista Distribuidor na última segunda-feira (05/04) diversos representantes do setor atacadista, como o Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades), a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (Abad), além do secretário de Estado da Fazenda, Rogélio Pegoretti.

Da Vitória foi designado relator do projeto na última semana e está ouvindo tanto o setor atacadista quanto demais segmentos empresariais e parlamentares. Ele destacou que a proposta quer ampliar de cinco para 15 anos o prazo que os estados podem conceder benefícios fiscais de crédito em ICMS para o comércio atacadista, igualando ao prazo já concedido à indústria.

“Os incentivos garantem que as empresas continuem nos estados sem ter as atividades prejudicadas. No momento, a garantia dos incentivos fiscais para as empresas dará segurança não só a quem empreende e gera emprego como também quem ocupa essas vagas de trabalho. Ainda mais neste período de crise econômica em decorrência da da pandemia. O projeto quer ampliar a possibilidade de concessão do benefício até 2032. Somente o Sincades, no Espírito Santo, conta com a participação de mais de 250 empresas filiadas, que geram centenas de empregos diretos e indiretos, cujo segmento representa 20% da arrecadação do Estado”, pontou Da Vitória.

O presidente do Sincades, Idalberto Moro, representantes da Abad, o advogado e consultor tributário José Damasceno Sampaio – que mediou o Fórum – e o secretário da Fazenda do Espírito Santo, Rogélio Pegoretti, também apresentaram ao deputado argumentos em defesa do Projeto de Lei Complementar 5/21.


Fonte: ES Fala

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.