Folha do ES
Qua, 2 de Dez

Home   Esporte     Brasil


Patrocinadora rompe contrato com o Santos após acerto com Robinho

Patrocinadora rompe contrato com o Santos após acerto com Robinho

Com acordo até 2021 para exibir marca no uniforme, Orthopride cita "respeito às mulheres"

  Por Redação

  15.outubro.2020 às 11:06

A contratação do atacante Robinho levou uma empresa a romper seu contrato de patrocínio com o Santos.

A Orthopride, rede de franquias da área de ortodontia estética, que tinha acordo até fevereiro de 2021 para exibir sua marca dentro dos números da camisa do Santos, tomou a decisão na tarde desta quarta-feira.

Richard Adam, diretor de operações da empresa, por telefone:

– Nós temos enorme respeito pela história do Santos. Mas neste momento decidimos pelo rompimento do contrato de patrocínio. Nosso público é majoritariamente feminino e, em respeito às mulheres que consomem nossos produtos, tivemos que tomar essa decisão. Queremos deixar claro que não fomos informados previamente sobre a contratação do Robinho, fomos pegos de surpresa pela imprensa no fim de semana.

Robinho, de 36 anos, acaba de assinar um contrato de cinco meses com o Santos. Em novembro de 2017, uma corte em Milão, na Itália, o condenou a nove anos de prisão pelo crime de estupro de uma mulher, com outros cinco homens. Trata-se de uma decisão em primeira instância, a qual cabem recursos. O jogador está recorrendo. Não é uma condenação definitiva, e Robinho está livre para jogar.

A Orthopride é a primeira empresa que toma uma ação efetiva por causa da chegada do jogador. Algumas empresas afirmaram que iriam procurar o clube para ouvir esclarecimentos sobre a situação.

O presidente do Santos, Orlando Rollo, que conduziu a negociação, afirmou ao jornal "Folha de S.Paulo" no último domingo que as críticas à contratação eram "dor de cotovelo" de torcedores rivais. Afirmou ainda que Robinho "não tem condenação com trânsito em julgado".

Os advogados do jogador publicaram nota oficial nesta semana na qual afirmam que Robinho deve ser considerado inocente.


Fonte: GE

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.