Folha do ES
Sex, 30 de Out
Pesquisa Cachoeiro

Home   Esporte     Espírito Santo


Governo do ES libera presença de público, mas jogos pela CBF seguem com portões fechados

Governo do ES libera presença de público, mas jogos pela CBF seguem com portões fechados

Decreto estadual impõe limite de 100 pessoas por jogo, mas Real Noroeste, Vitória-ES, Serra e Vila Nova-ES não estão autorizados a liberar a entrada de torcedores

  Por João Machado

  21.setembro.2020 às 16:56

O governo do Estado liberou a presença de púbico com limite de 100 pessoas em competições esportivas em todo o Espírito Santo. A decisão foi publicada em decreto neste sábado, em edição extra do Diário Oficial. Entretanto, até o momento, essa flexibilização não vale para as partidas das competições organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Segundo o presidente da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES), Gustavo Vieira, os clubes capixabas que estão disputando torneios nacionais - Vitória-ES e Real Noroeste (Série D), Serra (Copa do Brasil Sub-20) e Vila Nova-ES (Série A-2 Feminino) - não estão autorizados a comercializar ingressos, para os seus respectivos jogos, e nem liberar a entrada de torcedores.

- A CBF não liberou presença de público em nenhuma das competições organizadas por ela. Isso inclui as Séries A,B, C e D do Brasileirão, as Copas do Brasil Sub-17 e Sub-20 e as Séries A-1 e A-2 do Brasileiro Feminino. Então, apesar de o Governo do Estado ter liberado para 100 pessoas, por enquanto fica impossibilitado dos jogos realizados no Espírito Santo receberem torcedores.

O presidente da entidade local ainda lembra que a diretriz da CBF permite apenas a presença de pessoas a trabalho em seus jogos.

- Atualmente só é permitida a entrada de pessoas a trabalho como os jogadores, comissão técnica, imprensa, policiamento e quadro móvel. Todos são devidamente registrados e passam por medição de temperatura. Esse é o protocolo da CBF para as suas competições.

O decreto do Governo do ES

Além de liberar presença de púbico com limite de 100 pessoas, o decreto do Governo do ES também delimita a ocupação dos espaços com uma pessoa a cada 10 metros quadrados, em caso de disputas realizadas em estádios, ginásios ou qualquer estrutura em que haja possibilidade de controle de fluxo.

A flexibilização acontece por conta da classificação de risco baixo, de acordo com o último Mapa de Risco do governo, na qual 75 municípios estão inseridos. A portaria ainda prevê que os organizadores das competições analisem a possibilidade da utilização de máscaras pelos atletas. Quando isso for inviável, o texto pede que sejam respeitadas as outras recomendações de higiene para proteção contra o coronavírus.

O governo também solicita que o número de funcionários, membros de comissões técnicas, equipe de arbitragem, delegados, controle de dopping, profissionais da imprensa e outros trabalhadores com acesso aos locais das competições seja o menor possível. Os acessos internos, como vestiários de juízes e de jogadores, deverão ser exclusivos das equipes, evitando a circulação excessiva de pessoas entre os ambientes.

O cumprimento entre os atletas também é algo que o governo recomenda que não seja feito, e a portaria prevê que os competidores assinem um termo se comprometendo a não participar dos eventos caso apresentem sintomas gripais. As premiações devem ser feitas de forma individual, sem palcos, para que aglomerações sejam evitadas.

Considerados grupos de risco para a Covid-19, menores de 5 anos e maiores de 60 anos são orientados, no decreto, a não frequentar os eventos esportivos.


Fonte: GE

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.