Folha do ES
Qui, 4 de Mar

Home   Polícia     Espírito Santo


Pelo DNA, Polícia Federal do ES prende homem que assaltou várias agências dos Correios

Pelo DNA, Polícia Federal do ES prende homem que assaltou várias agências dos Correios

A operação contou com a participação de seis policiais federais, sendo realizado o cumprimento de um mandado de prisão no endereço do investigado no bairro de Planície da Serra, no município de Serra, expedido pela Justiça Federal de Linhares.

  Por Leandro Bettecher

  21.janeiro.2021 às 17:32Atualizado em 21.janeiro.2021 às 21:53

A Delegacia de Combate a Crimes Contra o Patrimônio e Tráfico de Armas (DELEPAT) da Polícia Federal no Espírito Santo deflagrou, na manhã desta quarta-feira, 20, operação policial com o objetivo de prender assaltante dos Correios.

A operação contou com a participação de seis policiais federais, sendo realizado o cumprimento de um mandado de prisão no endereço do investigado no bairro de Planície da Serra, no município de Serra, expedido pela Justiça Federal de Linhares.

ENTENDA O CASO

O cidadão de 33 anos participou de roubos a agências dos Correios do Espírito Santo entre outubro de 2017 e março de 2018, quando foi preso pela primeira vez no Espírito Santo, permanecendo preso por aproximadamente um ano, e voltou a participar destes crimes em novembro de 2019.

Até o momento, foi comprovada sua participação em dez roubos neste período, quais sejam, agências dos Correios de Sooretama em 04/10/2017, São Gabriel da Palha em 16/10/2017, Praia do Suá em Vitória em 06/12/2017, Venda Nova do Imigrante em 25/01/2018, Serra Sede em 06/03/2018, Coqueiral de Aracruz em 27/03/2018, Serra Sede em 20/11/2019 e 21/11/2019 em Aracruz.

Além de ter sido reconhecido pelas vítimas dos crimes, seu material genético (DNA) foi coletado no local de crime de mais de uma dessas agências, o que ensejou a expedição do mandado de prisão.

CRIMES INVESTIGADOS

O investigado responderá pelo crime de roubado triplamente qualificado, previsto no Artigo 157, §2º, incisos II e V, e §²º-A, inciso I do Código Penal, cujas penas somadas poderão chegar a 16 (dezesseis) anos de reclusão por cada roubo.

Roubo

Art. 157 – Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência:

Pena – reclusão, de quatro a dez anos, e multa.

  • 2º A pena aumenta-se de 1/3 (um terço) até metade:

II – se há o concurso de duas ou mais pessoas;

V – se o agente mantém a vítima em seu poder, restringindo sua liberdade.

  • 2º-A A pena aumenta-se de 2/3 (dois terços):

I – se a violência ou ameaça é exercida com emprego de arma de fogo


Fonte: Folha ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.