Folha do ES
Dom, 25 de Out

Home   Geral     Espírito Santo


Jovem faz 'vaquinha' virtual para custear tratamento de bactéria que causa abscessos e pode matar

Jovem faz 'vaquinha' virtual para custear tratamento de bactéria que causa abscessos e pode matar

Caso a bactéria atinja a corrente sanguínea, pode haver uma infecção generalizada podendo levar a morte. Até o momento foram arrecadados R$ 6.341,55 através de 46 pessoas que já se propuseram a ajudar a jovem

  Por Leandro Bettecher

  30.setembro.2020 às 13:36

Um grupo de amigos formou uma verdadeira rede de solidariedade para ajudar uma colega que enfrenta um tipo de bactéria que causa diversos abscessos pelo corpo. Keyla Mendonça, precisa fazer um tratamento com remédios de custo aplicados apenas em hospitais.

Keyla é portadora da doença Stephylococcus aureus, uma bactéria membro das bactérias Firmicutes, e são frequentemente encontrados sobre a pele e o trato respiratório de seres humanos. Embora o S. aureus não seja sempre patógeno é uma causa comum de infecções da pele, como por exemplo. furúnculo, doenças respiratórias, como sinusite, e intoxicação alimentar.

"Porém ela se manifesta apenas em algumas pessoas. No meu caso se manifestou em abscessos, vários pelo corpo”, explica Keyla ao contar a sua história no perfil onde a vaquinha virtual é realizada. Até o momento já foram arrecadados R$ 6.341,55 através de 46 pessoas que já se propuseram a ajudar a jovem.

Ainda em seu perfil, Keyla explica que o Stephylococcus aureus é uma bactéria que não pode entrar na corrente sanguínea, pois vira uma infecção generalizada, o que pode levar a morte. "E a minha está no estágio que está entrando na corrente sanguínea. Agradeço muito a sua ajuda, de coração”, diz a jovem.

Como ajudar

Para contribuir com alguma quantia, a pessoa deve entrar na página criada para Keyla no site de 'vaquinha' virtual (http://vaka.me/1411549) e clicar em "Contribua". Depois, deve-se preencher um cadastro com informações pessoais e, ao final, escolher se vai fazer o pagamento por meio de boleto, cartão de crédito ou Bitcoin. Pode-se ajudar com a quantia que quiser.

As pessoas ainda podem deixar mensagens para Keyla, se desejarem.


Fonte: Site de Linhares

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.