Folha do ES
Qua, 12 de Ago
30 anos da FOLHA DO ES

Home   Geral     Mundo


Jovem de 24 anos morre após passar horas jogando videogame

Jovem de 24 anos morre após passar horas jogando videogame

Em postagem, pai da vítima contou que ele desenvolveu uma trombose intravenosa

  Por João Machado

  03.julho.2020 às 17:32

A morte de um jovem de 24 anos na Inglaterra levantou um alerta sobre os riscos da longa permanência em casa causada pela pandemia da Covid-19 . Em postagem nas redes sociais no último dia 23, o pai da vítima contou que ele desenvolveu uma trombose após passar horas sentado jogando videogame, sem pausas ou qualquer tipo de exercícios.

Segundo informações do New York Post, tudo começou quando Louis O'Neill, filho de Stanley Greening, voltou para casa após ter o contrato de trabalho como técnico de futebol em Hertfordshire, no Reino Unido, suspenso por conta da pandemia e começou a passar diversas horas jogando online. De acordo com o relato de Stanley, o mundo online acabou se tornando um "escape".

"Louis começou a ficar mais e mais envolvido com os jogos e menos ativo na vida real. Ele passava horas seguidas jogando. A verdade é que eu mesmo fiz isso diversas vezes na minha juventude e ninguém imagina que algo tão grave possa ocorrer. De uma hora para outra, eu perdi o meu filho", escreveu ele.

Na publicação, Stanley revelou que o filho começou a reclamar de dores nas pernas cerca de duas semanas antes de morrer. Levado ao hospital, recebeu o diagnóstico de que poderia ser uma reação a intoxicação alimentar e foi mandado de volta para casa:

"No dia 3 de junho, algo terrível aconteceu. Ele morreu não por causa do vírus, mas por conta do isolamento".

A trombose é causada pela formação de um coágulo nas veias ou artérias e que impede a circulação do sangue. Normalmente, ocorre na região das pernas e pode ser causada por longos tempos sem movimentação ou quando a pessoa fica em uma mesma posição por horas, algo que pode ser comum entre jogadores de videogame.

"Como muitos de nós seguimos trabalhando de casa enquanto essa pandemia não acaba, ficamos mais tempo sentados, o que pode causar esse tipo de problema. E quem está avisando os jovens? Quem está avisando sobre isso a todos que estão confinados? Então, se eu puder deixar um recado, é este: fiquem de pé, caminhem um pouco, não fiquem muito tempo sentados e, por favor, avisem aos seus filhos sobre os riscos", finalizou Stanley.


Fonte: IG

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.