Folha do ES
Dom, 27 de Nov
Receitas cofril

Home   Polícia     Brasil


Jovem é agredida com pedaço de madeira após criticar Bolsonaro

Jovem é agredida com pedaço de madeira após criticar Bolsonaro

A vítima estava em um bar quando criticou o candidato do PL à reeleição, foi alvo de um apoiador de Bolsonaro. Polícia investiga o caso.

  Por redação - HF

  24.setembro.2022 às 09:27

Uma discussão motivada por política acabou em agressão em um bar, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (23/9). Um homem atingiu Estefane de Oliveira Laudano com um pedaço de madeira, após a jovem fazer críticas ao presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL). O nome do agressor não foi divulgado.

Segundo reportagem do jornal Extra, Estafane relatou que estava no bar quando teceu críticas a Bolsonaro. O homem, então, levantou-se de sua mesa e iniciou uma discussão.

Ester, irmã da vítima, relata que havia visto uma foto de um amigo na rede social com a legenda: “Minha bandeira é verde e amarela, mas meu voto é 13”. Ela, então, sem perceber o complemento, teria comentado com Estefane: “Ué, gente, ele vota no Bolsonaro? Não tenho amigo bolsonarista não”.

Foi aí, de acordo com as vítimas e testemunhas, que o homem foi para cima e passou a proferir xingamentos contra as jovens. A dona do estabelecimento chegou a intervir, expulsando o agressor. No entanto, ele voltou e partiu para cima das duas jovens.

“Ele me chamou de ‘maria-homem’ e disse que era ‘gente que nem a gente que votava no Lula’. Depois, foi embora, mas não demorou para voltar com esse pedaço de madeira. Começou a berrar que, ‘se eu era homem, então iria apanhar que nem homem’. Eu parei na frente dele e falei: ‘Então bate'”, contou Esther ao Extra.

Estefane, então, teria tentado afastar o agressor e acabou sendo atingida pelo homem. A jovem foi levada para a Santa Casa de Angra dos Reis e, em seguida, transferida para o Hospital Municipal da Japuíba. Ela levou sete pontos no ferimento e permanece em observação. Quadro é considerado estável.

Investigação

Esther conseguiu ajuda de dois policiais militares que faziam ronda na região. O homem foi encontrado em uma rua próxima ao bar, sujo de sangue, após ser contido pelos moradores. Ele foi conduzido a 166º Delegacia de Polícia, onde foi autuado por lesão corporal.

“Por ora, ainda temos alguns pontos contraditórios, mas estamos apurando. Aparentemente, houve algumas declarações favoráveis ao candidato do PT, e ele teria reagido e discutido por conta dessa questão política, culminando na agressão”, afirmou o delegado Vilson de Almeida Silva.


Fonte: Metrópoles

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.