Folha do ES
Dom, 9 de Mai
Receitas

Home   Polícia     Espírito Santo


Dois homens são presos suspeitos de assassinar peixeiro em Piúma-ES

Dois homens são presos suspeitos de assassinar peixeiro em Piúma-ES

  Por Julia F Mothé

  17.abril.2021 às 11:06Atualizado em 17.abril.2021 às 11:25

Lucas Henrique Morais Rapozo, 20 anos, conhecido como Tanabanha foi denunciado pelo Ministério Público acusado de assassinar José Renato Rodrigues, 26 anos, o Zezinho, em frente a um Quiosque no início da Praia de Piúma, no dia 04 de outubro de 2020. A justiça expediu mandado de prisão em desfavor de Lucas que figura como autor do homicídio contra Zezinho ocorrido no ano passado. Na manhã desta sexta-feira, 16, o suspeito foi surpreendido com a presença da Polícia Civil

A Polícia Civil recebeu informações de que o criminoso estava escondido em uma casa na localidade de Lagoa Dantas, na residência a polícia apreendeu cocaína, nove celulares, seis gaiolas com pássaros e uma quantia de R$1.500,00

Durante a prisão, Tanabanha não reagiu. A policial chegou a pé para confirmar se era ele mesmo o inquilino da casa de praia. Ao chegar próximo constatou, sacou da pistola e deu a ordem de prisão. Ele não teve tempo de reagir.

Os residentes foram encaminhados para à Delegacia da Polícia Civil de Marataízes. O suspeito foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Marataízes onde vai aguardar o julgamento.

O crime

O peixeiro José Renato Rodrigues, 26 anos, residente no Porto, em Piúma foi assassinado na madrugada de domingo, 04 de outubro com oito tiros, em frente a um Quiosque, na orla da Praia, em Piúma.

Um homem vestindo moletom e capuz na cabeça chegou por trás do quiosque pela praia e já disparando contra José Renato que caiu de costas na calçada, ele foi alvejado com seis tiros e depois já no chão, com mais dois que o mataram na hora.

Uma testemunha que preferiu não se identificar disse que José Renato estava no Mercadinho, ao lado do Edifício Polonini 02, ele tinha acabado de comprar uma bebida e voltou para Quiosque, onde estava uma multidão, exatamente as 23h57. Às 0h02 foi assassinado.

De acordo com a tia de José Renato, Ruana Ávila, o sobrinho tinha acabado de chegar de Iconha com a namorada. Minutos antes, ela o abraçava quando saiu para ir ao bar em frente chamar a sua namorada e ouviu os tiros e viu a correria.

Ruaninha ao perceber que o matador havia descarregado a arma em cima do sobrinho saiu pela praia correndo atrás dele e depois pegou o veículo e tentou alcança-lo, mas o assassino entrou pela rua da Academia Assis Debiazi correndo a pé e desapareceu.

A tia ainda disse que o sobrinho havia se envolvido em uma confusão há uns 20 dias em Itaoca, no último American Pie, rock clandestino que estava rolando no balneário de Itaoca.

Com os tiros houve muita correria e uma mulher que estava com os amigos de José Renato acabou quebrando um dedo do pé ao sair correndo.


Fonte: Espírito Santo Notícias

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.