Folha do ES
Ter, 4 de Out
Nova logo da LEIA Pesquisa

Home   Política     Espírito Santo


Deputado pede força-tarefa para encontrar policial desaparecido há uma semana

Deputado pede força-tarefa para encontrar policial desaparecido há uma semana

Marvila desapareceu na última quarta-feira, dia 3, e sua caminhonete, uma Mitsubishi L200 4x4, foi encontrada queimada na região do Xuri, em Vila Velha.

  Por redação

  10.agosto.2022 às 13:27

O deputado estadual Delegado Danilo Bahiense (PL), que atuou por mais de 30 anos na Polícia Civil, fez um apelo, na manhã desta quarta-feira (10), durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa, para que seja realizada uma força-tarefa para descobrir o paradeiro do perito oficial criminal aposentado Celso Marvila.

Marvila desapareceu na última quarta-feira, dia 3, e sua caminhonete, uma Mitsubishi L200 4x4, foi encontrada queimada na região do Xuri, em Vila Velha. Desde então, o caso passou a ser investigado pela Polícia Civil.

Bahiense, que prendeu mais de 20 mil criminosos e que recentemente homenageou Marvila, na Assembleia Legislativa, tem dedicado atenção ao caso também.

"Temos recebido algumas denúncias, porque temos muitos contatos, afinal de contas estivemos à frente da Polícia Civil por mais de 33 anos. Então, nós temos recebido uma série de informações. Eu já estou passando e tenho repassado informações ao delegado que está à frente do inquérito", contou o parlamentar.

O deputado clamou ao governo para a formação de uma força-tarefa. "Quando vemos que há uma ação violenta contra algum agente da segurança pública, verificamos que um ataque ainda mais grave à nossa sociedade. Por isso que pedimos, encarecidamente, ao governo do Estado a formação de uma força-tarefa para investigar e desvendar o que aconteceu com o perito oficial criminal aposentado. A sociedade, a família e os amigos não podem ficar com essa angústia", disse Bahiense.

O parlamentar demonstrou ainda preocupação com a escalada da violência no Espírito Santo. "Os homicídios cresceram 50%, de junho para julho. Em junho, aconteceram 61. Mas em julho foram 92. É necessário termos mais atenção com políticas públicas, com a valorização dos nossos servidores da segurança e com o aprimoramento da estrutura. Do contrário, poderemos ter dias muito preocupantes em nosso Estado", finalizou.


Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.