Folha do ES
Dom, 9 de Mai
Receitas

Home   Polícia     Brasil


Vereador Jairinho é investigado por agressões a três crianças, diz polícia

Vereador Jairinho é investigado por agressões a três crianças, diz polícia

Já a professora Monique, responde por negligência e por não denunciar o namorado.

  Por Kimberlly Soares

  17.abril.2021 às 11:02

Com o recente depoimento de uma ex-namorada de Dr. Jairinho, Jairo Souza Santos Junior, de 43 anos, Débora Melo Saraiva, já são três casos investigados pela polícia sobre crianças agredidas pelo vereador, que está preso com a atual namorada, Monique Medeiros, desde 8 de abril.

Débora Melo Saraiva, de 34 anos, disse que foi agredida e seu filho, torturado pelo parlamentar. “Ela (Débora) disse que foram tantas agressões que ela sequer consegue lembrar quantas vezes ela apanhou do vereador Douror Jairinho”, afirmou o chefe do departamento de polícia da capital, Antenor Lopes, após o fim do depoimento.

Jairinho e atual namorada, Monique Medeiros, estão presos sob a suspeita de homicídio duplamente qualificado pela morte de Henry Borel, filho dela. Além do homicídio, o político é indiciado por tortura. Já a professora Monique, responde por negligência e por não denunciar o namorado.

O menino foi levado para o hospital onde foi decretada sua morte na madrugada do dia 8 de março, quando estava em casa com o casal Jairinho e Monique.

Outra denúncia de agressão do vereador a uma criança foi feita por outra ex-namorada, mãe de uma menina que hoje tem 13 anos. A criança prestou depoimento em março na Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav).

“O Jairinho que eu conheço, que a minha filha descreve, que fez o que fez com ela, eu hoje oro a Deus pelo livramento de não ter sido ela [que morreu]. Porque ele podia ter matado a minha filha”, disse a ex-namorada ao Fantástico. A mulher pediu para não ser identificada pelo programa.

De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, os dois casos estão na Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav) e seguem sendo investigados. A polícia já ouviu algumas testemunhas, mas pretende ouvir Jairinho, que nega todas as acusação.


Fonte: Hoje ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.